Cursos da FZEA são 5 estrelas pelo Guia do Estudante

Cursos da FZEA são 5 estrelas pelo Guia do Estudante

Banner selos de qualidade do Guia do Estudante 2017

 

Entenda como funciona a avaliação do Guia do Estudante Melhores Universidades
por Régis Gonçalves dos Santos | 12/09/2016

Publicado pela Editora Abril desde 1984, o Guia do Estudante (GE) é um dos principais veículos de divulgação de Instituições de Ensino Superior do Brasil e de avaliação de cursos superiores de bacharelado e licenciatura.

Na edição deste ano, todos os cursos de graduação da FZEA receberam conceito 5 estrelas. Destaque para os cursos de Engenharia de Biossistemas e Medicina Veterinária que passaram de 4 para 5 estrelas.

A Edição 2017 do Guia do Estudante (GE) tem previsão de lançamento em outubro/2016.

Selo de qualidade do Guia do Estudante - Engenharia de Alimentos FZEA 2017 Selo de qualidade do Guia do Estudante - Engenharia de Biossistemas FZEA 2017
Selo de qualidade do Guia do Estudante - Medicina Veterinária FZEA 2017 Selo de qualidade do Guia do Estudante - Zootecnia FZEA 2017

O que é a Avaliação

É uma pesquisa de opinião feita, basicamente, com professores e coordenadores de cursos de graduação. Eles emitem conceitos que permitem classificar os cursos em bons (3 estrelas), muito bons (4 estrelas) e excelentes (5 estrelas).

Avaliação passo a passo

Realizada anualmente, a avaliação se desenrola ao longo de nove meses. São cinco etapas básicas:

1) Atualização dos dados das instituições

A redação do GE entra em contato, por e-mail ou telefone, com cada uma das cerca de 2 mil instituições de ensino superior do país. Através do preenchimento de um questionário eletrônico, as escolas informam os cursos que serão oferecidos no próximo vestibular.

2) Definição dos cursos que serão avaliados

Nem todos os cursos participam da avaliação do GE. Para ser avaliado, um curso deve preencher alguns pré-requisitos:

  • Ter a titulação de bacharelado. Exceto Educação Física (que são consideradas prioritariamente as licenciaturas) e Pedagogia (que são consideradas somente as licenciaturas);
  • Possuir turma formada há pelo menos um ano;
  • Ser presencial;
  • Ter turma(s) em andamento e ser oferecido no próximo processo seletivo;
  • Não são consideradas as habilitações; o Guia do Estudante avalia o curso como um todo. É considerado apenas um curso por município de cada instituição.

 

3) Preenchimento do questionário do curso

Uma vez identificados os cursos que serão avaliados, a redação entra em contato com os respectivos coordenadores e solicita a eles o preenchimento de um questionário eletrônico, com informações específicas sobre o curso. Entre os assuntos tratados estão temas relativos ao corpo docente, produção científica e instalações físicas. As respostas do questionário não são pontuadas pelo GE para efeito da avaliação, elas são disponibilizados aos pareceristas para auxiliá-los no processo de avaliação. Mesmo que um curso não preencha o cadastro ele é avaliado. Ele até pode vir a ser prejudicado por isso na medida em que os pareceristas, muitas vezes, se baseiam nos dados informados para dar o seu conceito.

4) Pesquisa de opinião com os pareceristas

A redação do GE aciona uma equipe de cerca de 5 mil pareceristas – coordenadores de cursos, diretores de departamentos e professores. São eles que dão as notas aos cursos: excelente (5), muito bom (4), bom (3), regular (2), ruim (1) e “prefiro não opinar”. Cada curso recebe notas de, no mínimo, 6 pareceristas. A escolha dos consultores prioriza os professores que possuem currículo cadastrado na Plataforma Lattes do (CNPq). Cada parecerista avalia até 30 cursos, por meio de um link eletrônico e uma senha exclusiva. A distribuição dos cursos aos pareceristas é feita eletronicamente, por um banco de dados, e de forma aleatória. Cada consultor recebe os cursos da região onde leciona, sendo proibido de avaliar cursos da instituição onde trabalha. Cerca de 99,8% da avaliação é feita via internet. O restante é realizado por telefone.

5) Atribuição dos conceitos

As estrelas que cada curso recebe é resultado da média das notas recebidas pelos pareceristas. A fim de evitar distorções, são descartadas duas notas: a maior e a menor nota recebida por cada curso. É feita, então, uma média de 4 notas válidas. Desde 2008 os cursos só podem subir ou descer uma estrela a cada ano. Os cursos que ganharam estrelas nas últimas cinco avaliações do GE recebem uma bonificação relativa ao conceito que conquistaram nesses anos: 5 estrelas: 0,09; 4 estrelas: 0,07; 3 estrelas: 0,05.

O Ibope Inteligência é o responsável pela consultoria técnica na coleta, sistematização e análise de dados.

Todos os cursos que passaram pela avaliação obtêm um conceito, mas somente são divulgados aqueles que conquistaram três, quatro ou cinco estrelas.

Vale lembrar que, por se tratar de uma pesquisa de opinião, os resultados refletem, sobretudo, a imagem que o curso tem perante a comunidade acadêmica.

Fontes:
Guia do Estudante
UFSCAR – Notícias

 
Translate »