COVID-19 mobiliza mais de 140 pesquisadores apoiados pela FAPESP em quatro universidades paulistas

COVID-19 mobiliza mais de 140 pesquisadores apoiados pela FAPESP em quatro universidades paulistas

Banner COVID-19 mobiliza pesquisadores apoiados pela FAPESP
(foto: Leo Ramos Chaves/Pesquisa FAPESP)

 

Agência FAPESP – Mais de 140 pesquisadores das universidades de São Paulo (USP), Estadual de Campinas (Unicamp), Estadual Paulista (Unesp) e Federal de São Paulo (Unifesp) ampliaram o escopo de projetos (Auxílios à Pesquisa e Bolsas) apoiados pela FAPESP para incluir estudos ou iniciativas direcionadas ao estudo da COVID-19 e do SARS-CoV-2. A lista com os nomes dos pesquisadores e dos projetos está disponível em www.fapesp.br/14111.

Até o dia 20 de abril, 16 desses pesquisadores já tinham aprovadas solicitações de suplementação para auxílios FAPESP nas modalidades Temático, Jovem Pesquisador, Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) e Centros de Pesquisa em Engenharia (CPEs) para o desenvolvimento rápido de estudos sobre a pandemia. Para mais informações sobre os projetos aprovados no âmbito do edital acesse www.fapesp.br/14140.

A força-tarefa da USP envolve mais de 80 pesquisadores. Os projetos de pesquisa se concentram no Instituto de Ciências Biomédicas (ICB), no Instituto de Biociências (IB), nas faculdades de Medicina de São Paulo e de Ribeirão Preto e no Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Mas envolvem também a contribuição de pesquisadores de outras 22 faculdades ou institutos de pesquisa como, por exemplo, os de Física, de Ciências Matemáticas e da Computação, ou das faculdades de Engenharia de Lorena e de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, por meio de análises computacionais de alto desempenho, insumos para a fabricação de equipamentos de proteção individual (EPIs) ou mesmo por meio de intercâmbio de equipamentos de pesquisa.

Para mais informações sobre as iniciativas das diversas unidades da USP no combate à COVID-19 acesse: https://prp.usp.br/usp-e-covid-19/.

Vinte e dois pesquisadores de sete institutos e centros de pesquisa integram a força-tarefa da Unicamp. Concentrando-se, principalmente, nos institutos de Biologia e de Química, e na Faculdade de Engenharia Química, eles desenvolvem pesquisas nas áreas de diagnóstico da COVID-19, modelagem e epidemiologia, engenharia biomédica e tecnologias de combate à doença. Para mais informações sobre as iniciativas da Unicamp contra a COVID-19 acesse covid.ic.unicamp.br/.

Os 12 pesquisadores da Unesp com investigações voltadas ao combate da COVID-19 distribuem-se em seis faculdades e institutos de pesquisa em todo o Estado de São Paulo. Mais informações na página da Unesp, no endereço www2.unesp.br/portal#!/covid19.

E, na Unifesp, as investigações envolvem 25 pesquisadores, a maioria da Escola Paulista de Medicina. Para mais informações acesse a página da Central de Informações da Unifesp sobre a COVID-19: www.unifesp.br/coronavirus.

Para ter acesso às pesquisas voltadas ao combate da COVID-19 apoiadas pela FAPESP e publicadas na Agência FAPESP acesse: agencia.fapesp.br/corona.

 

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

 

 

A força-tarefa da USP envolve mais de 80 pesquisadores

 

Os pesquisadores da FZEA/USP que estão dedicando recursos de seus auxílios e bolsas ao enfrentamento da COVID-19 são:

Fabiana Fernandes Bressan
Projeto de pesquisa: Investigação de mecanismos celulares e moleculares da aquisição da toti- e pluripotência induzida in vitro – modelo translacional
Observação: Doação de insumos para a Rede USP para o diagnóstico da COVID-19.

Heidge Fukumasu
Projetos de pesquisa:
Neoplasias mamárias de cadelas e a teoria das células-tronco cancerosas: uma abordagem comparada e translacional
EMU concedido no processo 2014/02493-7: citômetro de fluxo S3 cell sorter (Bio-rad EUA)
Observação: Equipamentos e insumos para diagnóstico da COVID-19. Participando da Rede USP para diagnóstico.

Helena Lage Ferreira
Projeto de pesquisa: Desvendando as interações patógeno-hospedeiro e patógeno-patógeno utilizando abordagens de metagenômica viral e sequenciamento de última geração
Observação: Equipamentos e insumos para força tarefa de diagnóstico. Participando da Rede USP para diagnóstico.

Juliano Coelho da Silveira
Projeto de pesquisa: Exossomos e microvesículas contendo miRNAs modulam mudanças epigenéticas durante o cultivo in vitro de gametas e embriões em bovinos
Observação: Equipamentos e insumos para diagnóstico. Participando da rede REDUC Covid-19.

Ernane José Xavier da Costa
Ana Carolina Sousa Silva

Laboratório: Física Aplicada e Computacional – LAFAC
Observação: Impressão de máscaras de proteção nas impressoras 3D que serão utilizadas pela equipe da FZEA que fará exames de detecção do coronavírus e também pelos profissionais da Secretaria de Saúde de Pirassununga.

 

 
Translate »