Curso de Engenharia de Biossistemas

Curso de Engenharia de Biossistemas

Selo Guia da Faculdade – Engenharia de Biossistemas FZEA 2019

 

Projeto Político-Pedagógico

 

Criação: Conselho Universitário de 08.04.2008
Reconhecimento: Portaria CEE/GP 502 de 29/09/2017 (DOE de 30/09/2017, Seç I, p.33)
Coordenador: Prof. Dr. Fabricio Rossi
Vice-Coordenador: Prof. Dr. Caio Eduardo de Campos Tambelli
e-mail: engenhariadebiossistemas@usp.br

 

A USP oferece, desde 2009, o curso de bacharelado em Engenharia de Biossistemas, o primeiro do gênero na América Latina. O curso tem 60 vagas em período integral e é ministrado na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA/USP), no Campus Fernando Costa em Pirassununga.

 

A Engenharia de Biossistemas é uma nova área do conhecimento que surgiu em razão da evolução tecnológica dos processos de produção agropecuária. Na atualidade, a especialização no sistema produtivo do agronegócio está determinada não somente pelo potencial natural de uma determinada região, mas, em grande medida, pela agregação de tecnologia na produção. Termos como agricultura de precisão ou zootecnia de precisão eram ficções científicas até o final do século passado e já são realidade no setor produtivo agrícola brasileiro.

 

O perfil profissional do engenheiro de biossistemas encontra forte campo de aplicação em nosso país, pois a maior parte da tecnologia nos processos para agricultura e zootecnia de base tecnológica ainda é importada, apesar da posição brasileira como grande produtor e exportador de alimentos. No Brasil, não existem cursos de Engenharia de Biossistemas em funcionamento e a oferta de cursos de Engenharia Agrícola é muito reduzida. Existem 23 instituições que oferecem o curso em todo o país sendo apenas 12 instituições públicas. No estado de São Paulo, existem apenas duas instituições (uma pública e outra privada). >
Vale destacar então que no perfil pretendido e inovador do curso de Engenharia de Biossistemas, existe uma ênfase ao empreendedorismo, pois se acredita que uma dinâmica de formação empreendedora qualifica o profissional para o mundo do trabalho, despertando qualidades pessoais que são requisito para aceitação no universo amplo de perspectivas profissionais explicitado acima.

 

A FZEA pretende formar um profissional com forte base em matemática, física, biologia e química e nos fundamentos das engenharias. Sua formação profissional abordará temas aplicados à produção animal e vegetal, relacionados às tecnologias de automação, da informação e de apoio à produção. O engenheiro de biossistemas terá como competência projetar sistemas que favoreçam a produção sustentável, mediante o uso de tecnologias inovadoras na cadeia do agronegócio. Trata-se de um profissional com conhecimentos nas áreas de produção agrícola e animal, com habilidades para desenvolver, instalar e gerenciar equipamentos e sistemas de apoio à agropecuária para produção de alimentos, materiais e energia.

 

 

 
Translate »